Review - Deemo

Yoo minna-san! Passei boa parte da semana lendo, jogando e estudando (provavelmente sou a única pessoa que estuda nas férias). Consegui ver Star Wars o despertar da força dia 21, e sem sombra de dúvida, foi o melhor filme que eu já vi. Até a minha mãe que não é fã de Star Wars gostou. Bem, como eu já zerei Alice Madness Returns no PS3, decidi dedicar um tempo a um jogo de celular que a tempos eu queria jogar, e após umas semanas jogando ele sem parar, decidi fazer um review dele aqui no blog.



Este jogo conta a história de Deemo, uma criatura solitária que vive em seu castelo tocando piano, apenas com a companhia de uma dama mascarada que mal fala. Mas tudo muda quando uma garotinha cai de uma janela do céu para o castelo de Deemo, dando inicio a um bela história de amizade. A garota não tem nome, nem nenhuma lembrança. Com a amizade dos dois, uma planta começa a crescer do hall, alimentada pelas músicas tocadas no piano. Com isso, o objetivo do player é tocar diversas músicas para fazer a árvore crescer e levar a garotinha até o topo.


O jogo conta com três cenários para interagir: o hall, o sótão e a biblioteca.


O jogo contém três dificuldades para cada música: easy, normal e hard. E dois parâmetros de pontuação: combo e charming hits, que se apresentam através da porcentagem da pontuação da música. É bem difícil conseguir 100% nas músicas, o máximo que eu consegui foi 99,88% ; mas melhoramos com o tempo. Para começar o jogo é bem recomendável ir com as músicas do nível easy e com a velocidade 1, e aos poucos ir variando com a velocidade. É bom já ir ser acostumando com  a velocidade 4 ou 5, pois quanto maiores são os níveis as notas ficam muito próximas umas das outras e fica quase impossível fazer uma boa pontuação.



A arte do jogo é incrivelmente perfeita, e as músicas nos levam para um outro mundo.

Gameplay:


Minha música favorita do jogo:


O jogo é grátis até certo ponto. Quando sua árvore chega até quase 4 metros é preciso comprar a versão completa do jogo. Caso contrário não será possível liberar novas músicas e fazer sua árvore crescer. Mas não é caro, apenas R$7,00. O primeiro álbum é grátis, e também é possível comprar álbuns.

Espero que tenham gostado da postagem e se interessado no jogo. Até o próximo post.

6 comentários:

  1. Nossa, é raro ver uma review de jogo nessa blogosfera, gosto de jogos e gamei em Alice Madness Returns
    Infelizmente, meu celular além de ser bosta e não rodar nada decente -até facebook é ruim nessa porra-, não estou com tempo pra jogar ultimamente, e sou dessas de se ocupa evermente pra zerar determinado jogo <3
    Gostei da sua review e da gameplay, o game tem uma estética bonita e até inspiradora, faz bem o meu tipo -e faz mesmo, até me interessei levemente- e a arte é boa também, a música que você colocou é diwosa demais e a jogabilidade não é ruim. Nas próximas férias, se eu achar tempo, talvez eu jogue.
    Nota: Star Wars foi sambador <3

    Diário de uma Otome

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É raro mesmo. Madness Returns é incrível.
      Que pena. Também sou assim. Acabei zerando Resident Evil HD Remaster em uma semana por causa disso.
      Que bom que gostou da review ^^
      Myosotis é uma das melhores músicas de Deemo.
      Espero que jogue ^.^
      E foi mesmo ◠‿◕

      Excluir